Saúde da Mulher - Prevenção

Todas as pessoas devem submeter-se a exames periódicos para vigilância da saúde, apenas variando a periodicidade e o conteúdo dos mesmos exames , conforme a idade e o sexo. As mulheres, em especial, precisam ficar atentas a algumas doenças que são comuns a elas, como as de caráter hormonal e ginecológico.

Os exames preventivos são muito importantes para o diagnóstico precoce de doenças graves, evitando complicações e garantindo maiores chances de sucesso no tratamento. 

Principais exames preventivos para mulheres

Papanicolau

A Citologia Oncótica Cervical rastreia alterações nas células do colo do útero, detectando câncer de colo uterino, neoplasias intraepiteliais e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) como tricomoníase e gonorreia.

Mamografia Digital

Com ajuda da mamografia, acompanhada de exames clínicos realizados pelo médico, o câncer de mama pode ser identificado. Tal exame consiste em uma radiografia das mamas sem o uso de contraste e pode ter caráter mais específico (bilateral, superficial) ou mais geral. É recomendado para mulheres acima dos 40 anos, ou com mais de 30 anos se apresentar histórico familiar da doença.

Exames de sangue e dosagens hormonais

As amostragens indicam se os componentes e nutrientes do sangue estão normais. Os exames TSH, T3 e T4 livre identificam alterações nos hormônios da tireoide. Outros, como testes de glicemia, colesterol total e frações, triglicerídeos, creatina, TGO e TGP e hemograma completo devem ser realizados de acordo com o caso de cada paciente.

Ultrassonografia Endovaginal, Ginecológica

A ultrassonografia endovaginal, examina a parte interior do organismo feminino. Já o exame ginecológico ou pélvico é realizado através do abdômen e com a bexiga cheia.

Ultrassom da Mama

É um método de imagem que permite avaliar a glândula mamária e detectar lesões.

Densitometria Óssea

Associado aos problemas da menopausa e desníveis hormonais, a osteoporose é uma doença que atinge grande parcela da população feminina mundial. A patologia ocorre por conta do desequilíbrio da atividade das células ósseas, devido à perda de cálcio e consequente desgaste do osso.

A doença acomete mulheres com 50 anos ou mais e pode ser diagnosticada com ajuda da densitometria óssea, exame simples que sonsegue avaliar o sistema ósseo sem a necessidade de um raio-x.

2018-08-17T11:23:05+00:00